HISTÓRIA


O incêndio florestal que deflagrou, a 17 de junho de 2017, em Pedrógão Grande, alastrou-se aos concelhos vizinhos de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Ansião (distrito de Leiria); de Pampilhosa da Serra (distrito de Coimbra); e da Sertã (distrito de Castelo Branco).
No mesmo dia, deflagrou outro incêndio de grandes proporções no concelho de Góis (distrito de Coimbra), que acabou por se alastrar pelos concelhos de Pampilhosa da Serra e de Arganil. No dia 20 de junho, uma das frentes de fogo do incêndio de Pedrógão Grande juntou-se ao incêndio de Góis, originando o maior incêndio florestal de sempre em Portugal, até a data, e o mais mortífero da história do país.

No incêndio de Pedrógão Grande morreram 66 pessoas, de todas as idades, desde os 5 aos 88 anos (65 civis e 1 bombeiro voluntário de Castanheira de Pera). Registaram-se 254 feridos (241 civis, 12 bombeiros e 1 militar da Guarda Nacional Republicana), dos quais 7 em estado grave (4 bombeiros, 2 civis e 1 criança). Relativamente às vítimas mortais, 47 foram encontradas nas estradas do concelho de Pedrógão Grande, tendo 30 morrido dentro de automóveis, 17 nas imediações durante a fuga ao incêndio e 1 na sequência de um atropelamento.

Vastas áreas territoriais foram afetadas, não só espaços florestais privados, como também áreas agrícolas, matas nacionais, equipamentos municipais, instalações de turismo rural e habitações particulares. No que diz respeito aos prejuízos materiais, foram contabilizadas mais de 500 casas de habitação parcial ou totalmente destruídas pelo fogo e 48 empresas. A estimativa do montante total de prejuízos ascendea 500 milhões de euros.

No rescaldo do incêndio, a causa apontada pelas autoridades foi a trovoada seca que, conjugada com temperaturas muito elevadas (superiores a 40ºC) e vento muito intenso e variável, fez deflagrar e propagar rapidamente o fogo. No entanto, o presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Marta Soares, acredita que o incêndio não teve origem em causas naturais já que, segundo a perceção de alguns habitantes, o fogo já estaria ativo antes da trovoada. Já para o Centro de Estudos em Incêndios Florestais, entidade contratada pelo Governo para estudar o comportamento do fogo e das pessoas neste evento trágico, a origem dos incêndios em Escalos Fundeiros e Regadas, localidades em Pedrógão Grande, deveu-se à má gestão dos combustíveis em baixo das linhas de energia elétrica da EDP.
Contudo, a Procuradoria-Geral da República confirmou que o Ministério Público iria dar continuidade à investigação sobre as causas do incêndio.
Dada a conjuntura, e mesmo antes da sua constituição formal, a AVIPG – Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande – assumiu-se no terreno e junto das pessoas afetadas como referência e ponte de diálogo construtivo com os poderes públicos e com a sociedade civil. Tem tido uma atuação em todas as áreas que requerem intervenção, desde a identificação de vítimas, à inventariação das necessidades de cada um dos afetados, à promoção e organização da assistência às populações atingidas, mas também ao apuramento dos factos e à promoção e realização de estudos que permitam adotar medidas de prevenção dos incêndios florestais e de proteção civil.

A 08 de Setembro de 2017, a AVIPG tornou-se oficialmente uma associação de direito privado e, a 30 de Outubro, reconhecida de utilidade pública (conforme o despacho nº 9531/2017 e publicado em Diário da República, 2ª série – nº 209 – 30 de outubro de 2017), sem fins lucrativos, com NIPC 514.516.194 e sede na Casa Paroquial de Vila Facaia, no concelho de Pedrógão Grande.
É uma associação diferente, virada para o futuro e com um horizonte sem limites, distinguindo-se pelas três dimensões que assume: a memória, o futuro e o desenvolvimento económico, social e cultural do território.
A inauguração da AVIPG realizou-se no dia 25 de dezembro de 2017 e contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que afirmou que a associação “vai fazer história neste país”. O espaço funciona numa das aldeias mais atingidas pelas chamas e a presidência fica a cargo de Nádia Piazza, mentora do movimento que uniu as famílias das vítimas à volta de uma Causa, e que tem como objetivo lutar por aquilo que é justo relativamente às perdas que existiram, na ideia de sensibilizar para o que se passou, de criar o futuro e ajudar a abrir pistas para esse mesmo futuro.

CRONOLOGIA


A cronologia apresentada é um exercício de sistematização dos principais eventos e acontecimentos que tiveram início com o fatídico dia 17 de junho de 2017, bem como um resumo das atividades e ações da AVIPG, desde então, na prossecução da sua missão e objetivos.

A apresentação da cronologia tem ainda por objetivo servir como instrumento de transparência institucional e manifesto de interesse.




JUNHO



Sábado, 17 de junho de 2017


Perto das 14:00 – Deflagra o incêndio em Escalos Fundeiros, no concelho de Pedrógão Grande. Poucas horas depois, alastra-se pelos municípios de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos.


14:43 – Dá-se o primeiro alerta do incêndio de Escalos Fundeiros e Regadas para o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria através do 112.


14:48 – Surge o segundo alerta para outro incêndio na região, em Góis.


15:02 – É reportado ao CDOS que o incêndio é de grandes proporções e são pedidos meios adicionais.


15:07 – Classifica-se a ocorrência com ‘importância elevada’.


15:41 – Alerta para o terceiro incêndio na região, em Figueiró dos Vinhos.


19:00 – O IC8, entre o nó da zona industrial de Pedrógão Grande e o nó do Outão, é cortado ao trânsito. As estradas nacionais à volta continuam em funcionamento. Surgem os primeiros relatos de pânico.


19:30 – No terreno, 180 bombeiros, 2 meios aéreos e 52 viaturas combatem as chamas.


20:41 – Alerta para o quarto incêndio na região, em Alvaiázere.


21:00 – 17 patrulhas da GNR em campo, compostas por 37 militares com o apoio de 19 viaturas e 19 rádios SIRESP.


21:12 – A SIRESP informa que se regista a queda de três estações da rede de comunicações – Serra da Lousã, Malhadas e Pampilhosa da Serra.


21:15 – Alerta para o quinto incêndio na região, em Penela.


21:22 – Por dificuldades nas comunicações da rede SIRESP reforça-se o recurso à Rede Operacional dos Bombeiros (ROB).


21:29 – A Autoridade Nacional de Proteção Civil pede que o SIRESP utilize estações móveis. Uma das carrinhas encontra-se inoperacional e outra em reparação.


21:30 – Várias aldeias ficam cercadas pelas chamas. Os bombeiros da zona não conseguem acudir em todas as aldeias e aguarda-se a chegada de bombeiros de Lisboa. Na região começa-se a temer o pior.


22:03 – António Costa toma conhecimento da ocorrência de vítimas no incêndio.


22:05 – Accionam-se 13 ambulâncias e 1 veículo de comando tático do distrito de Lisboa.


22:15 – Hora a que a GNR diz ter sido cortada a EN 236-1.


23:45 – O incêndio fica com quatro frentes ativas e a tragédia começa a ganhar dimensão. O secretário de Estado Jorge Gomes confirma a morte de pelo menos 19 civis.



Domingo, 18 de junho de 2017


00:35 – António Costa afirma que “é seguramente a maior tragédia” em Portugal nos últimos anos.


00:40 – Marcelo Rebelo de Sousa chega a Pedrógão Grande.


01:30 – Jorge Gomes anuncia a decretação do plano de emergência distrital.


02:03 – Há 380 bombeiros no combate ao incêndio e é anunciado que estão mais 120 a caminho.


02:40 – O Primeiro-Ministro anuncia o aumento do número de vítimas mortais para 24.


03:00 – Na freguesia de Avelar, em Ansião, monta-se um centro de apoio com alimentação e alojamento.


04:00 – Jorge Gomes informa que o incêndio de Pedrógão Grande se alastrou aos concelhos de Figueiró dos Vinhos e de Castanheira de Pera, no distrito de Leiria. É confirmada a existência de 25 mortos e pelo menos 11 feridos.


05:00 – O Governo declara estado de contingência ativa.


07:00 – O número de vítimas mortais ascende a 39.


09:00 – O novo balanço dá conta de 43 mortos.


10:00 – Jorge Gomes anuncia 57 vítimas mortais e 59 feridos. No terreno estão cerca de 800 operacionais apoiados por 244 viaturas.


10:10 – O diretor da Polícia Judiciária, Almeida Rodrigues, afasta qualquer indício de origem criminosa do incêndio apontando para causas naturais.


10:30 – Chega a ajuda espanhola e sabe-se que os 3 aviões disponibilizados pela França ao abrigo do programa da Proteção Civil da União Europeia estão a caminho.


11:00 – O incêndio mantém quatro frentes ativas.


12:15 – O número de mortos aumenta para 58 e, uma hora depois, volta a subir para 61.


13:30 – O Governo decreta três dias de luto nacional.


23:05 – O número de mortos confirmados aumenta para 62.



Segunda, 19 de junho de 2017


00:40 – Evacuam-se três aldeias da freguesia de Maçãs de Dona Maria, Alvaiázere.


01:00 – O Ministério Público abre um inquérito criminal para determinar as causas do incêndio que começou em Pedrógão Grande.


14:30 – O Presidente inicia uma visita às zonas afetadas.


14:48 – Faz-se um ponto de situação do qual resultam 135 feridos, entre os quais 121 civis, 13 bombeiros e um militar da GNR.


16:39 – O número de mortos aumenta para 63.


19:00 – O incêndio florestal iniciado em Pedrógão Grande consome aproximadamente 26.000 hectares de floresta.


20:15 – O número de mortos sobe para 64.


23:00 – O Governo pede explicações a várias entidades, como o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e o SIRESP sobre o que se passou durante o fim de semana dos incêndios.



Terça, 20 de junho de 2017


12:20 – O Primeiro-Ministro assina um despacho em que pede esclarecimento urgente sobre o funcionamento da rede SIRESP no incêndio de Pedrógão Grande e sobre os motivos da ausência de encerramento da EN 236-1, onde ocorreu um elevado número de mortes.


17:00 – O PSD propõe uma comissão técnica independente para apurar com detalhe o que se passou no incêndio.


18:30 – Dá-se o funeral das primeiras 6 vítimas do incêndio.



Quarta, 21 de junho de 2017


Durante a madrugada, as aldeias – Saião, Salgado e Mimosa – no concelho de Góis foram evacuadas.


13:00 – O Presidente da República, os ministros da Administração Interna e das Infraestruturas, autarcas e outros governantes cumprem, junto à Câmara Municipal de Pedrógão Grande, um minuto de silêncio pelas vítimas.


15:00 – Sessão solene de homenagem às vítimas dos incêndios.


17:30 – Funeral do bombeiro, Gonçalo Conceição, em Castanheira de Pera.


19:35 – São divulgadas as respostas do IPMA e da GNR às questões colocadas pelo Primeiro-Ministro.



Quinta, 22 de junho de 2017


07:41 – Domínio do fogo que deflagrou em Góis.


12:56 – A ministra da Administração Interna encomendou ao professor Xavier Viegas, o diretor do Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais (CEIF), um estudo sobre as condições específicas deste incêndio.


19:30 – Incêndio de Góis em fase de rescaldo.



Sexta, 23 de junho de 2017


18:30 – Os cinco grandes incêndios que deflagraram na região centro do país – Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Alvaiázere, Penela e Góis – consumiram aproximadamente 53 mil hectares.


20:15 – É divulgada a resposta a António Costa da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), que assume falhas na rede SIRESP.


23:15 – O Primeiro-Ministro assina um despacho ordenando à ministra da Administração Interna que providencie junto da Secretaria-Geral do seu ministério um esclarecimento sobre as falhas ocorridas na rede.



Sábado, 24 de junho de 2017


13:00 – Extinção do incêndio que deflagrou em Góis.
Durante a tarde, o incêndio de Pedrógão Grande é dado como extinto – uma semana depois de ter deflagrado.




JULHO



Domingo, 16 de julho de 2017


Decisão de Constituição da Associação das Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande (AVIPG).



Terça, 25 de julho de 2017


Procuradoria-Geral da República divulga a lista oficial de 64 mortos.



Segunda, 31 de julho de 2017


Reunião com o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, com o ministro do Planeamento e das Infraestruturas e com o ministro da Saúde.




AGOSTO



Terça, 01 de agosto de 2017


Audiência da AVIPG com o Presidente da República, no Palácio de Belém.



Domingo, 13 de agosto de 2017


Assembleia de Fundadores da AVIPG.



Quinta, 17 de agosto de 2017


Reunião da AVIPG com o Presidente da República e o Primeiro-Ministro, em Castanheira de Pera.



Quarta, 30 de agosto de 2017


Passeio com as crianças e jovens dos três concelhos afetados ao Estádio da Luz, ao Jamor e ao Palácio de Belém, acompanhados pelo Presidente da República.




SETEMBRO



Entrega de livros escolares às escolas do 1.º, 2.º e 3.º Ciclo dos três concelhos afetados pelos incêndios.



Sábado, 30 de setembro de 2017


Primeira Assembleia Geral da AVIPG.




OUTUBRO



Sábado, 07 de outubro de 2017


Reunião com a Associação de Transparência e Integridade.



Quinta, 12 de outubro de 2017


Entrega do relatório da Comissão Técnica Independente.



Sexta, 13 de outubro de 2017


Reunião com o Presidente da República, parceiros da Fundação Calouste Gulbenkian e a Associação de Proteção e Socorro (APROSOC).



Sábado, 14 de outubro de 2017


Primeiro encontro para Autoproteção e Resiliência das Populações em Pedrógão Grande, com a participação do Presidente da República.



Domingo, 15 de outubro de 2017


Incêndios florestais deflagram no centro e norte do país e na região da Galiza. Em Portugal foram registadas 523 ocorrências, das quais 33 consideradas relevantes.



Segunda, 16 de outubro de 2017


Entrega do relatório do professor Xavier Viegas – CEIF/ Universidade de Coimbra, ao Governo. Por indicação da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, o capítulo 6 do relatório não é divulgado.



Terça, 17 de outubro de 2017


Os fogos da região centro são considerados extintos e são anunciadas 45 vítimas mortais, 350 empresas afetadas, um prejuízo de cerca de 360 milhões de euros e uma área ardida de cerca de 54 mil hectares.



Quarta, 18 de outubro de 2017


Reunião com o Primeiro-Ministro no Palácio de S. Bento, em Lisboa, em que é assumida as responsabilidades do Estado pela tragédia dos incêndios florestais de Pedrógão Grande e de outubro de 2017. A ministra da Administração Interna apresenta demissão. O Primeiro-Ministro anuncia no Parlamento um mecanismo extrajudicial para ressarcir os familiares das vítimas mortais e feridos dos incêndios de 17 de junho e de 15 de outubro.



Sábado, 21 de outubro de 2017


Eduardo Cabrita toma posse como novo ministro da Administração Interna.



Domingo, 22 de outubro de 2017


Vigília de homenagem às vítimas dos Incêndios na EN 236-1.



Quarta, 25 de outubro de 2017


Reconhecimento da Utilidade Pública da AVIPG.



Sexta, 27 de outubro de 2017


O relatório da Comissão Técnica Independente é discutido em Assembleia da República na presença dos familiares das vítimas mortais.
Reunião com vários grupos parlamentares e com o ministro da Administração Interna.



Terça, 31 de outubro de 2017


O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, determina uma auditoria à Autoridade Nacional de Proteção Civil por causa dos incêndios de 15 de outubro.




NOVEMBRO



Terça, 21 de novembro de 2017


Solicitação à Câmara Municipal de Pedrógão Grande das instalações da antiga Escola Primária da Figueira.
Reunião com arquitetos da Fundação Calouste Gulbenkian para obras de beneficiação.
Reunião com especialista em trauma.



Quarta, 22 de novembro de 2017


A Comissão Nacional de Proteção de Dados veta a publicação integral do capítulo 6 do relatório elaborado pelo professor Xavier Viegas, permitindo apenas que os familiares das vítimas tenham acesso à informação.
Reunião com a Comissão de Saúde Mental e ARH do Centro sobre o trauma e o luto.



Segunda, 27 de novembro de 2017


Apresentação do relatório do conselho que fixa os critérios de atribuição de indemnizações às vítimas mortais dos incêndios de 17 de junho e 15 de outubro.



Terça, 28 de novembro de 2017


O relatório realizado pelo professor Xavier Viegas é entregue à provedora de Justiça.



Quinta, 30 de novembro de 2017


Atribuição do Prémio de Cidadania 2017, entregue pelo Presidente da República na Fundação Calouste Gulbenkian.




DEZEMBRO



Segunda, 06 de dezembro de 2017


A Comissão de Assuntos Constitucionais do Parlamento decide por unanimidade pedir ao Governo acesso à íntegra do relatório coordenado pelo professor Xavier Viegas.



Quarta, 13 de dezembro de 2017


300 voluntários distribuem-se pelos três concelhos afetados pelos incêndios a pintar muros, fontanários, fontes, depósitos de abastecimento de água, alminhas, chafariz, plantação de árvores e limpezas de estradas.



Sábado, 16 de dezembro de 2017


Reunião de balanço com o Primeiro-Ministro e diversos membros do Governo e de instituições públicas.

Segunda Assembleia Geral da AVIPG.
Sessão de esclarecimento realizada pela Provedoria de Justiça sobre o procedimento indemnizatório das vítimas mortais.



Segunda, 25 de dezembro de 2017


Inauguração da sede.




JANEIRO



Exposição de obras oferecidas pela Fundação Júlio Resende nos concelhos afetados pelos incêndios de junho e outubro.
Candidaturas a bolsas de arte durante o mês de janeiro, com o apoio da Fundação Júlio Resende.



Sábado, 13 de janeiro de 2018


Reunião Reconstruir Pedrógão Grande.



13 de janeiro a 13 de fevereiro de 2018


Exposição Itinerante Memorial Artístico patente em Castanheira de Pera.



Sexta, 19 de janeiro de 2018


Reunião com o investigador Miguel Almeida – possibilidade de candidatura a bolsas FCT.
Reunião com o Eng. João Paulo Catarino da Unidade de Missão em Pedrógão Grande sobre todos os projetos da AVIPG.



Sábado, 20 de janeiro de 2018


Reunião com vários elementos da Acréscimo e com a presença de Domingos Patacho da Quercus e com José Manuel Veludo.



Domingo, 21 de janeiro de 2018


Sessão de esclarecimento ‘Psicoeducação em Pós-Catástrofe’, com o objetivo de sensibilizar as pessoas para a necessidade de procurar tratamento adequado e especializado.



Terça, 23 de janeiro de 2018


Reunião com o Dr. Paulo Trincão do Exploratório de Coimbra no âmbito do projeto Oficina 4C.



Quarta, 24 de janeiro de 2018


Reunião com o Eng. Tiago Martins de Oliveira, Presidente da Estrutura de Missão para a Gestão dos Fogos Rurais.



Quinta, 25 de janeiro de 2018


Jantar com Chairwoman of the European Parliament’s Committee for Environment, Public Health and Food Safety.



Sábado, 27 de janeiro de 2018


2ª Volta do levantamento das Aldeias Resilientes com a WIT.




FEVEREIRO



Sexta, 02 de fevereiro de 2018


Início de formação financiada.

Início da formação em Podas e Desbastes.



Quarta, 07 de fevereiro de 2018


Reunião com a Câmara Municipal de Pedrógão Grande sobre o Contrato de Comodato.



Quinta, 15 de fevereiro de 2018


Reunião de ponto de situação com membro do Governo.

Palestra no Portugal 2017 WildFire organizado pela Comissão Europeia em parceria com o ISA, na Fundação Calouste Gulbenkian.



Sábado, 17 de fevereiro de 2018


Presença no Evento ‘Bolas’.



Sábado e Domingo, 24 e 25 de fevereiro de 2018


Fim de semana cultural com a apresentação do livro de Ruy de Carvalho e exposições de artesanato.




MARÇO



1 a 14 de março de 2018


Exposição Itinerante do Memorial Artístico patente na Sertã.



Segunda, 5 de março de 2018


Início de aulas semanais de Português para Estrangeiros.



Terça, 6 de março de 2018


Início da Formação: Pragas, doenças, infestantes, acidentes, nutrição e exigências das culturas.



Quarta, 7 de março de 2018


Evento Comunidades Adaptadas ao Fogo - O Caso Cadanadiano FireSmart, na AVIPG.



Sábado, 10 de março de 2018


Workshop ‘Renascer’.



Sábado, 17 de março de 2018


Recepção de 150 voluntários da Associação de Reformados Pensionistas e Idosos de Campo de Valongo.



Sábado, 24 de março de 2018


Sessão de esclarecimento sobre o procedimento de indemnização aos feridos graves.




ABRIL



Domingo, 08 de abril de 2018


Reunião com o ministro Eduardo Cabrita e a Unidade de Missão para a Valorização do Interior, em Pedrógão Grande.



12 de abril a 08 de maio de 2018


Exposição Itinerante Memorial Artístico patente em Góis.



Domingo, 15 de abril de 2018


Presença na Jornada Diocesana da Juventude, na Lourinhã.



Domingo, 22 de abril de 2018


Presença na Homenagem aos Bombeiros de demais agentes da Proteção Civil, em Fátima.



Sábado, 28 de abril de 2018


Sessão de Formação do projeto Aldeias Resilientes em Comportamento do Fogo e Segurança das Populações, na Lousã.




MAIO



4, 5 e 6 de maio de 2018


Programa de gestão do stress para todos os afetados pelos fogos – CRE-Dar Cor à Vida em Pedrogão Grande.



Sábado, 05 de maio de 2018


Sessão de Formação do projeto Aldeias Resilientes em Suporte Básico de Vida, em Castanheira de Pera.



Domingo, 6 de maio de 2018


Terceira Assembleia Geral da AVIPG.



Sexta, 11 de maio de 2018


Início das aulas semanais de Yoga.



Segunda, 14 de maio de 2018


Início da formação de Agricultura Biológica.



14 de maio a 10 de junho de 2018


Exposição Itinerante do Memorial Artístico patente na Pampilhosa da Serra.



Sexta, 18 de maio de 2018


Reunião com as Soroptimist International of Europe.



Sábado, 19 de maio de 2018


Início da Formação de Agricultura Biológica.



Quarta, 23 de maio de 2018


Presença no evento de apresentação de jogo pedagógico e ações da Fundação Benfica, em Castanheira de Pera.



Sexta, 25 de maio de 2018


Reunião com a Unidade de Missão para a Valorização do Interior.



Quarta, 28 de maio de 2018


Reunião de trabalhos com o Primeiro-Ministro e vários membros do Governo, na AVIPG.




JUNHO



Sábado, 2 de junho de 2018


Sessão de Formação do projeto Aldeias Resilientes em Radiocomunicações de Emergência e Catástrofe, na AVIPG.



12 Junho a 11 setembro de 2018


Exposição Itinerante Memorial Artístico patente na AVIPG.



Sábado, 16 de junho de 2018


Balanço da ajuda do Fundo de Apoio às Populações e à Revitalização das Áreas Afetadas pelos Incêndios na sede a AVIPG, com a presença da Fundação Calouste Gulbenkian, CGD, The Navigator Company, AltriFlorestal, Collège Anatole France, entre outras entidades.



Domingo, 17 de junho de 2018


Sessão Solene de Evocação em Homenagem às Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande, com a presença de Sua Excelência o Presidente da República.



Terça, 26 de junho de 2018


Início da formação Fatores Edafo-Climáticos e Floresta.



Quinta, 28 de junho de 2018


Evento Comunidades Adaptadas ao Fogo - o caso Sul-Africano Firewise, na Lousã.




JULHO



Terça, 3 de julho de 2018


Audiência com o Embaixador do Brasil em Portugal.



Sábado, 7 de julho de 2018


Atividade de voluntariado com funcionários e famílias da empresa Reynaers Aluminium SA, na AVIPG.



17 a 28 de julho de 2018


Campo de Trabalho Internacional.



Sábado, 28 de julho de 2018


Evento WhiteIsland, em Caldas de São Jorge.




AGOSTO



Quinta, 2 de agosto de 2018


Reunião de trabalho com Arquiteto Souto Moura e equipa, o Ministro do Planeamento e Infraestruturas e os responsáveis pela Infraestruturas de Portugal, IP.



Quinta, 13 de agosto de 2018


Reunião de Direção da AVIPG.



Quarta, 22 de agosto de 2018


Reunião com Dr. Carlos Sousa, Secretário Executivo da PASC.



Quinta, 23 de agosto de 2018


Reunião de trabalho sobre projeto AlegrARTE, na Junta de Freguesia da Estrela, com a AVIPG e a Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra.



Sexta, 24 de agosto de 2018


Apresentação pública do pré-projeto do Abrigo Coletivo à comunidade local das Ferrarias de S. João, Penela.




SETEMBRO



Sexta, 14 de setembro de 2018


Reunião de trabalho sobre projeto AlegrARTE, na sede da AVIPG, com Junta de Freguesia da Estrela e Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra.



Sexta, 14 de setembro de 2018


Reunião com Provedora de Justiça, em Lisboa.



Sexta, 21 de setembro de 2018


Reunião de planeamento de ação de voluntariado com Praxid,Comunicação, Design e Ergonomia.




OUTUBRO



Sexta, 12 de outubro de 2018


Participação na Conferência Internacional - Consumidores e Justiça Ambiental, promovida pela DECO, na Alfângeda do Porto.



Quarta, 17 de outubro de 2018


Receção e apresentação da AVIPG ao grupo de investigadores nacionais e internacionais do projeto de investigação europeu "Risk AquaSoil - Plano de gestão de riscos no solo e na água adequado para promover a resiliência nas áreas rurais do Atlântico".



Segunda, 22 de outubro de 2018


Reunião de trabalho com as Infraestruturas de Portugal, IP na sede da AVIPG sobre soluções para a melhoria da vertente da segurança rodoviária e da requalificação paisagística da EN 236-1.



Terça, 23 de outubro de 2018


Reunião com a Compositora Internacional Martina Vídenová para apresentação de projeto audiovisual sobre os incêndios florestais.



Quarta, 24 de outubro de 2018


Visita à Santaclaus - Estúdio de Dobragens de Desenhos de Animação e Filmes, em Cascais, com a participação de vários utentes da CERCICAPER, da Castanheira de Pera.



Quarta, 24 de outubro de 2018


Apresentação pública do projeto final do Abrigo Coletivo à comunidade local de Ferraria de São João, Penela.




NOVEMBRO



Quinta, 1 de novembro de 2018


Receção e apresentação da AVIPG ao Senhor Bispo D. António José da Costa Raposo.



Quarta/quinta, 14/15 de novembro de 2018


Entrega de material doado e de Puericultura a 3 instituições de solidariedade social.



Quinta, 15 novembro de 2018


Reunião de Stakeholders da Estrutura de Missão para a Gestão dos Fogos Rurais, na Presidência do Conselho de Ministros, em Lisboa.



Sexta, 16 de novembro de 2018


Receção e apresentação da AVIPG para 70 especialistas internacionais em incêndios florestais - Visit Tour - ADAI no âmbito da 8ª Conferência Internacional sobre Investigação em Incêndios Florestais.



Domingo, 25 de novembro de 2018


Reunião de Direção



Terça, 27 de novembro de 2018


A AVIPG recebeu a visita do grupo de arquitetos Belga, Bruit du Frigo e do Coletivo Warehouse, fundado em 2013, coletivo que desenvolveu a recuperação da sede da AVIPG



Quarta, 28 de novembro de 2018


Ação de informação/reportagem sobre o projeto Abrigo Coletivo




DEZEMBRO



Sábado, 1 de dezembro de 2018


Conferência com especialistas em comunicação de risco de incêndio do US Forest Service e do responsável pela AGIF Região Centro, Dr. Luís Lopes



Sexta, 14 de dezembro de 2018


Aula conferência ministrada pela Presidente da AVIPG aos alunos de Mestrado e Doutoramento da Faculdade de Economia da UC em prol de uma cidadania plena e de interpelação do Estado pelos direitos básicos como cidadãos e cidadãs sob o tema «"The New Normal" - As Catástrofes e os Acidentes Coletivos como Eventos-Nascente de Comunidades Resilientes face a um Estado Imprevidência»



Domingo, 16 de dezembro de 2018


Assembleia Geral



Domingo, 16 de dezembro de 2018


Apresentação do Livro sobre Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, da autoria da jornalista Cláudia Sebastião, "O Presidente dos Afetos"



Quinta, 20 de dezembro de 2018


Aprovação da candidatura apresentada junto da Fundação Calouste Gulbenkian para a atribuição de kits de resposta à emergência em contexto de autoproteção no âmbito do Projeto Aldeias Resilientes




JANEIRO



Terça, 8 de janeiro de 2019


Reunião com a Ministra da Saúde e equipa governamental sobre balanço e ponto de situação das conclusões do Relatório Final da Comissão de Acompanhamento da População afetada pelos incêndios na área da saúde mental e sinalização de situações concretas



Quinta, 17 de janeiro de 2019


Participação em Documentário para o canal televisivo National Geographic



20 de janeiro de 2019 a 8 de abril de 2019


A exposição "Memorial Artístico" está patente no Município de Penela

MISSÃO

A AVIPG tem como missão a defesa dos direitos e dos legítimos interesses das pessoas afetadas pelo incêndio de Pedrógão Grande de 2017, homenagear as vítimas mortais e os feridos, bem como a promoção de medidas que previnam e impeçam a ocorrência de circunstâncias futuras idênticas.

A AVIPG tem vindo a desenvolver uma intensa atividade ao longo da sua curta existência e é fiel à sua missão maior: o direito à vida, uma vida com dignidade, dos povos do interior de Portugal. Porque o interior é Portugal todo.

“O TEMA DOS INCÊNDIOS, AS SUAS CAUSAS, DIMENSÕES E DANOS MATERIAIS E HUMANOS SÃO A MAIOR PREOCUPAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO, A PAR DO APURAMENTO DAS RESPONSABILIDADES”,


Presidente Nádia Piazza

PRÉMIOS


PRÉMIO DE CIDADANIA 2017

A AVIPG foi distinguida durante a Sessão de Encerramento da 2ª Conferência Anual da PASC - Plataforma de Associações da Sociedade Civil, pela sua missão e pelo seu trabalho nas diversas áreas de atuação.

MEMORIAL E DIA NACIONAL


Memorial

A AVIPG propôs ao Governo Português a conceção e construção de um “Memorial em Homenagem às Vítimas dos Incêndios Florestais em Portugal”, memorial que se pretende Nacional, porque é nacional a marca que os trágicos incêndios de 2017 deixou na sociedade portuguesa, a localizar-se na região assolada pelo trágico Incêndio de Pedrógão Grande.

Requereu igualmente a melhoria da vertente da segurança rodoviária e da requalificação paisagística da EN 236-1.

O projeto de arquitetura será concebido pelo Arquiteto Eduardo Souto de Moura, que aceitou o convite da AVIPG, sem quaisquer despesas associadas.

Dia Nacional

Numa iniciativa deliberada em Assembleia Geral de associados, a AVIPG propôs junto da Assembleia da República a declaração do dia 17 de junho, o Dia Nacional em Memória das Vítimas dos Incêndios Florestais em Portugal.

"Dentre tantos dias nefastos que assolaram Portugal em 2017, não se pode negar a marca que o dia 17 de junho de 2017 deixou na história coletiva de Portugal.

Num único dia, mais um sábado de reunião familiar para muitos, Portugal despediu-se de 66 portugueses consumidos pelas chamas daquele que foi o mais mortífero incêndio florestal da nossa história e da Europa.

Que dia 17 de junho seja o Dia Nacional em Memória das Vítimas dos Incêndios em Portugal!

Cidadãos. Homens, Mulheres e Crianças. Bombeiros e Militares.

Muitos sucumbiram ao longo das décadas ao flagelo dos incêndios em Portugal.

Mas nunca como antes de 17 de junho de 2017, vivemos uma catástrofe de tal magnitude devido aos incêndios florestais.

Já nada será igual depois de 17 de junho de 2017 para muitas famílias.

Já nada deverá ser igual depois de 17 de junho para os portugueses que cá vivem no interior.

Que este dia - 17 de junho - mantenha acesa a memória de que apenas através da união de esforços, da firme convicção do caminho a seguir e da atuação determinada de todos os agentes e população será possível um Portugal mais seguro.

Um Portugal onde dias radiosos e quentes não sejam sinónimo de inferno, agouro de sofrimento e angústia.

Porque manter a memória do Passado é a garantia da construção de um Futuro consciente e consequente.

Mais do que de vitórias, a história de um País faz-se sobretudo de derrotas e reveses.

São com essas derrotas e reveses que avançamos, instigados a fazer mais e melhor a bem da Nação e dos Portugueses!

Permita a Assembleia da República que possamos encerrar esse capítulo na nossa vida coletiva, homenageando as Vítimas dos Incêndios de 2017 com um seu Dia Nacional a 17 de junho.

Porque a Memória é apenas o que nos resta."

ÓRGÃOS SOCIAIS


A AVIPG tem como órgãos sociais eleitos:
A Assembleia Geral;
A Direção;
O Fiscal Único.

Direção:


Presidente: Nádia Piazza

Vice-Presidente e Tesoureiro: João Ângelo

Secretária: Ana Catarina Costa

Vogal: Jorge Lopes da Costa

Vogal: Luís Soares da Conceição

Vogal: Tiago Ferreira

Vogal: Maria João Mendes Alves

ESTATUTOS


Consulte os Estatutos da AVIPG aprovados em Assembleia Geral no dia 8 de setembro de 2017.



Se quiser tornar-se associado clique aqui.



AVIPG - Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande

NIPC: 514 516 194

Sede: Casa Paroquial de Vila Facaia

327G - 044 Graça - Pedrógão Grande

Entidade de direito privado, do tipo associativo, sem fins lucrativos e reconhecida de utilidade pública por Despacho n.º 9531/2017, no DR, 2.ª Série, n.º 209, de 30 de outubro